Como gerir e organizar o orçamento familiar

06-03-2015 12:20

Quer ler mais artigos destes temas? Visite a nova localização do blog: http://superorganizadablog.blogspot.pt/

Gerir o orçamento familiar em tempo de crise e com o desemprego que existe, é um verdadeiro malabarismo. As pessoas mesmo que queiram poupar, o orçamento já é tão curto que se torna realmente difícil, senão impossível.

De qualquer forma é importante saber gerir o orçamento que temos, para que as finanças não entrem em ruptura e aí sim, estamos em mãos lençóis!

O primeiro passo a fazer, é elaborar o orçamento mensal, seja no computador numa folha de excel ou em papel e usar uma calculadora (dá mais trabalho mas vale a pena o esforço), colocar numa coluna, os montantes que recebe mensalmente e noutra coluna, as despesas fixas mensais, assim fazendo o cálculo (retirando ao que recebe mensalmente todas as despesas fixas) saberá exactamente com quanto dinheiro ficará no final do mês para as despesas não fixas, comida, roupa, cafés, etc.

Não se esqueça de adicionar nos meses respetivos as despesas, do seguro do carro, IMI, imposto automóvel, etc.

Deverá também anotar os gastos com as despesas não fixas, claro que é uma chatice e trabalhoso, mas só assim consegue ver no que é que pode cortar (caso tenha que o fazer) e onde fazer as mudanças necessárias.

Este orçamento familiar escrito irá ajudá-lo a controlar os gastos e a fazer uma gestão financeira correcta do seu orçamento mensal.

Nunca gaste mais do que recebe, para se chegar ao final do mês é preciso disciplina financeira e saber fazer as melhores opções.

Se usar cartão de crédito pague-o na totalidade no final de cada mês, os juros são altíssimos e quando der por ela, o débito no cartão de crédito será enorme e será mais difícil controla-lo, é como uma bola de neve a descer uma montanha, cada vez será maior.

Controle sempre os cheques que passa, anotando-os de seguida no orçamento mensal escrito, é dinheiro que já não existe, apesar de ainda estar na conta.

Pense sempre duas vezes antes de comprar certas coisas, não compre por comprar. É preciso ter consciência e consumir menos, o dinheiro infelizmente não estica.

Pague sempre as contas no dia do vencimento, os juros por não as pagar são altos e só dão chatices.

Tente poupar (claro se puder) nem que seja pouquinho “grão a grão enche a galinha o papo”, vai ficar mais motivada ao ver a poupança crescer e dar-lhe-á ânimo para poupar ainda mais. Tenha objectivos em mente que lhe dêm força, para conseguir atingir esses mesmos objectivos.

Espero que tenha gostado, se gostou não se esqueça de fazer gosto!

Obrigada

Marlene Borges

Quer ler mais artigos destes temas? Visite a nova localização do blog: http://superorganizadablog.blogspot.pt/

Comentários

Não foram encontrados comentários.